PAQUISTÃO

Ataque a igreja cristã mata ao menos 9 pessoas no Paquistão

Além de mortos, atentado suicida contra igreja metodista de Quetta, capital província do Baluchistão,m faz dezenas de feridos

Pelo menos nove pessoas morreram e outras 30 ficaram feridas em ataque neste domingo (17) a uma igreja cristã no sudoeste do Paquistão. O "Estado Islâmico" reivindicou a autoria do atentando, mas ainda não deu nenhuma evidência imediata. 
O ataque foi perpetrado por dois suicidas contra a igreja metodista de Quetta, capital da instável província do Baluchistão, no momento do serviço religioso dominical. Após acontecerem várias explosões, teve início um tiroteio entre os agressores e a polícia. 
Mortos e feridos

De acordo com o ministro do Interior de Baluchistão, Sarfraz Bugti, a polícia interceptou e abateu um dos agressores antes de ele chegar à igreja, mas o segundo homem-bomba conseguiu entrar no edifício, onde se fez explodir.

O ataque contra a igreja metodista Bethel Memorial na praça Imdad de Quetta, onde estavam cerca de 400 pessoas, começou por volta de 12h10 (horário local, 6h10 de Brasília), quando um terrorista suicida detonou na entrada do templo os explosivos que carregava em seu corpo, afirmou um porta-voz da polícia local.

Outro dos agressores, que não conseguiu ativar o dispositivo para detonar seu colete com bombas, morreu num tiroteio com a polícia no interior da igreja, enquanto outros dois fugiram, explicou o porta-voz.

"A polícia está procurando esses dois que fugiram", informou o porta-voz, que apontou que a resposta das forças de segurança foi imediata, o que evitou que o número de vítimas fosse maior.

Segundo a polícia, entre os nove mortos, além dos terroristas, há duas mulheres, e 28 pessoas ficaram feridas, incluindo o agente que fazia a segurança do templo. Por sua vez, o supervisor do Hospital Civil de Quetta elevou o total de feridos para 30 e explicou que entre eles há mulheres e crianças.

O governo do Baluchistão declarou estado de emergência nos hospitais de Quetta e solicitou que todo o pessoal médico esteja disponível e as instalações preparadas para receber os possíveis feridos, segundo um comunicado.

Quetta é uma das localidades mais conflituosas do Paquistão, com a presença de grupos armados separatistas, facções talibãs e grupos jihadistas.

Os cristãos representam cerca de 1,6% dos 200 milhões de paquistaneses e são frequentemente vítimas de discriminação no país de maioria muçulmana.

Página para Outras Notícias

Página Inicial